quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Porque você é longe do comum.


Gostaria que soubesse que lembro da primeira vez que te vi entrar naquela sala no primeiro dia de aula. Em uma cidade pequena, dessas que todo mundo se conhece, estranhei nunca ter visto aquela garota aparentemente tão tímida, sempre andando com o olhar baixo, sem coragem de olhar nos olhos de alguém, talvez por isso ninguém mais tenha te notado ou se importado com sua presença tão discreta, mas eu notei.
Em um final de tarde te vi na praça perto de casa e passei a arrumar desculpas pra passar por ali todo dia naquele horário. Estava sempre com fones nos ouvidos e um livro na mão, entendi como um recado para me manter longe, você não estava ali procurando conversa, muito menos estava interessada em flertes inconvenientes com um babaca do colégio e eu sabia que, aos seus olhos, eu era esse babaca. Então apenas te observei de longe.
Disseram que tinha se mudado com seus pais, mas nada além disso. Você era um mistério pra mim e talvez esse foi o motivo de ter te colocado na cabeça e não conseguir mais tirar. Eu queria te descobrir, saber mais sobre você, mas não tinha coragem de me aproximar, nunca fui bom em falar com garotas e me sentia pior ainda porque você é longe do comum.
Um dia passou ao meu lado no corredor e te chamei, não foi impressão sua, mas quando se virou e me olhou perdi a coragem e nem ao menos tinha pensado no que falar, foi puro impulso chamar seu nome, mas foi a primeira vez que me direcionei a você por mais estúpido que tenha parecido naquele momento.
Naquela festa foi uma surpresa te encontrar. Não sabia que conhecia a aniversariante que, por acaso, é afilhada dos meus pais. Você ficava mais afastada, geralmente eram as meninas da nossa turma que tentavam te fazer se sentir a vontade e eu só olhava de longe tentando tomar coragem pra puxar conversa, mas quando finalmente voltei a te encontrar tinha aquele cara, ele é mais velho, deve entender melhor de garotas que eu, com certeza.
Não tenho mais te visto na praça todas as tardes, chego no horário de sempre e te espero perto do banco que costumava sentar, mas você nunca chega. Agora tem essa garota com quem estudei desde o jardim de infância que sempre senta ao meu lado e conversa sobre coisas aleatórias. Ela é legal, mas estou sempre te esperando chegar e sentar naquele banco.
Hoje, mais uma vez, você não apareceu. Levo minha companheira de espera até em casa e vou embora, amanhã talvez te encontre.


Jéssica de Paula

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Playlist #5: Sexta-feria

E a sexta-feira chegou, junto com ela a expectativa das férias que estão aí pertinho (só mais uma semana). Final de semestre aquela bagunça por isso a falta de atualização aqui no blog, sem contar o cansaço mental de tanto estresse dos trabalhos da faculdade, mas aqui está mais um post com uma nova playlist simplesmente com as músicas que estou ouvindo hoje, porque a criatividade mandou lembranças.

Meghan Trainor - All About That Bass

 

Taylor Swift - Shake It Off

 

Jessie J, Ariana Grande, Nicki Minaj - Bang Bang

 

Demi Lovato ft. Cher Lloyd - Really Don't Care 

 

Avicii - Lay Me Down 

 

David Guetta - Play Hard ft. Ne-Yo, Akon

 

Calvin Harris - I Need Your Love ft. Ellie Goulding

 

Ariana Grande - Break Free ft. Zedd

 

Anitta - Na Batida 

(obs: vai ter Anitta, sim, e se reclamar tem Valesca kkkk)

 

Anitta - Não Para

 

Bom final de semana. 

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Um pouco sobre a solidão


Ela tem fugido e ignorado. A realidade é colocada embaixo do seu belo tapete naquela linda sala de estar na qual nunca recebe ninguém porque está sempre ocupada demais para reparar em todas estas pessoas que, para ela, não passam de sombras. Não percebe que a sombra é ela. Ninguém a percebe, sua falta não é sentida, sua presença é indiferente porque o mundo apenas devolve toda essa indiferença. Como se o passado fosse mudar, ela fecha os olhos na esperança de voltar para uma realidade em que tudo não passara de um pesadelo. Mas eles se foram, ele se foi e não é capaz de mudar os fatos.
Tivera tanto medo da solidão que agora se isola porque esta é sua única proteção, antes isso que passar por todo aquele sofrimento novamente, não é mesmo?
Então ela acorda sozinha, toma seu café e, ao sair de casa, observa o nada na parede que costumava ter tantas fotos em porta retratos exagerados e coloridos. Vai para o trabalho e faz suas obrigações visando um lugar melhor onde não tem real significado para qualquer uma das pessoas a volta. No almoço, sozinha. À noite pede uma pizza e vê aquele programa chato que seus antigos amigos a obrigavam a ver, pois era a única em desacordo. Agora o cachorro não fica atrapalhando, querendo pular no sofá e roubar a comida, talvez seja vantagem não tê-lo mais.
Antes de dormir se pergunta onde estarão, será que se lembram de tudo aquilo? Daquela antiga vidinha em que nada podia incomodá-los? Será que ele ainda se lembra? Será que ainda sente aquele mesmo amor ou simplesmente esqueceu? Não importa.
A vida muda, as pessoas mudam e se vão. Todos estão sempre indo.
A partida é inevitável.
Ela escolheu evitar a chegada.
Escolheu a solidão.
Escolheu ser apenas um fantasma.
Ela é apenas uma sombra do que já foi um dia.

Jéssica de Paula

terça-feira, 4 de novembro de 2014

The Pierces


Quem assiste ou apenas por um acaso já viu a abertura de Pretty Little Liars deve ter ouvido The Pierces, uma dupla formada pelas irmãs Allison e Catherine Pierce. A música de abertura da série tem um quê de mistério pra combinar com a estória baseada no livro de mesmo nome escrito por Sara Shepard. Bom, faz um tempo que já nem assisto a série, mas desde que ouvi a música Secret, das irmãs Pierce, fui buscar um pouco mais sobre elas e gostei de muitas outras. Suas músicas são uma mistura de folk, pop e rock psicodélico e o primeiro álbum foi lançado em 2000, mas na época não fez muito sucesso e o mesmo aconteceu com o álbum lançado em 2005. Foi só em 2007, com o álbum Thirteen Tales of Love and Revenge (Treze contos de amor e vingança), que elas começaram a aparecer, principalmente com a música Secret que apareceu até mesmo em um pequeno comercial de Dexter (e reparem como a letra combina) e na série Gossip Girl.
Para quem já ouviu, gostou e quer conhecer um pouco mais das irmãs pode acessar o site delas aqui. E pra quem ainda não ouviu separei algumas músicas para o post.