sábado, 19 de julho de 2014

For Life


Ainda mantenho seu retrato na cabeceira ao lado daquele que tiramos no nosso último natal juntos. Ainda lembro dos dias de sol e de nós dois caminhando lado a lado aproveitando cada momento. Às vezes ainda penso que irá voltar, como se nada tivesse acontecido, dizendo que tudo não passou de um grande e terrível pesadelo.
A vida seguiu desde que você se foi, por incrível que pareça. No começo não entendia como isso era possível, você se fora e ainda assim o sol continuava a nascer e os pássaros continuavam a cantar como se o mundo permanecesse o mesmo, mas não era, só eu sabia o quanto o mundo já não era igual. Eu já não era a mesma, talvez ainda não seja, mas continuo aqui mesmo sem você. Continuo atrás dos meus sonhos, como pediu que eu fizesse e não irei desistir. Gostaria que estivesse aqui para dividir minhas realizações, minhas alegrias, meu riso e principalmente minha voz que se tornou mais vazia sem a sua, porém mais cheia de sentimentos inspirados pela sua falta. Quando canto é em você que penso, é você que sinto.
No começo confesso que senti tanta raiva por ter me deixado daquela forma. Eu tinha tantos planos que se quebraram naquele dia e te culpei por muitas vezes. Hoje já não te culpo, não faz sentido. Prefiro lembrar das coisas boas que vivi com você e deixar qualquer mágoa no passado.
Me pergunto se um dia, em algum lugar, te encontrarei novamente. Me pergunto se sabia e sentia o quanto te amava. Espero que sim.
Eu te amei até seu último momento e continuarei te amando até meu último dia.
Você é meu, por toda a vida.

ass: sua Rachel.